Pages Menu
Facebook
Categories Menu

Posted on 18/08/17 in Notícias

Inclusão no varejo é o foco do Projeto Acessibilizando São Paulo

 

A empatia é a habilidade de imaginar-se no lugar de outra pessoa, entender seus sentimentos, necessidades e ações. E é esse o impacto que o Projeto Acessibilizando São Paulo tenta causar por onde passa. Já o objetivo é o de sensibilizar e educar os comerciantes sobre a importância de incluir pessoas com deficiência em seus estabelecimentos.

Por enquanto, o projeto já realizou duas ações: a primeira aconteceu na Rua dos Pinheiros, no dia 21 de fevereiro, com a presença do vice-prefeito Bruno Covas, o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias e o secretário da pessoa com deficiência, Cid Torquato. Já a segunda edição foi no dia 24 de maio, na Rua 25 de março, com participação do prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak.

Nessas visitas, são realizadas abordagens aos estabelecimentos comerciais no sentido de orientar e solicitar a colaboração dos comerciantes para a implantação de recursos de acessibilidade. Rampas de acesso, espaços entre corredores para permitir a circulação, e banheiros acessíveis são as três prioridades.

Como resposta à ação, muitos comerciantes já procuraram a Comissão Permanente de Acessibilidade (CPA), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), para tirar dúvidas sobre acessibilidade. Entre os questionamentos mais frequentes estão: implantação de rampa de acesso, como ângulo de inclinação; banheiros adaptados e opções para locais com alagamentos.

O Projeto Acessibilizando São Paulo é uma parceria da Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

Acesse os materiais distribuídos para orientação:

Cartilha de Orientação aos Comerciantes

Norma Técnica de Acessibilidade a Edificações Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050/2015)

 

*Matéria publicada na Revista Sindilojas-SP Edição 177