Pages Menu
Facebook
Categories Menu

Posted on 01/03/15 in Palavra do Presidente

Reforma Tributária: retomando a pauta

Reforma tributária. Pois é, leitor. Novamente, tomo este espaço para discorrer um pouco sobre essa constante necessidade de todos nós, brasileiros, empreendedores ou não. O assunto é corriqueiro, não tem jeito. Estamos todos bastante conscientes da dimensão astronômica da nossa carga tributária. Aceitemos: trata-se de uma das mais elevadas do mundo. Isso se não for a mais elevada. Por que faço questão de resgatar este tema aqui, na abertura desta nova edição da Revista Sindilojas-SP?

Porque, enquanto empresário e responsável por toda uma entidade de classe, continuo me sentindo indignado com a inércia do Governo no que concerne à tributação exacerbada do nosso país. E não me expresso apenas por mim aqui. A esta altura do campeonato, não temos mais como aceitar os argumentos paupérrimos do Governo sobre a procedência de uma reforma dita em andamento sobre a nossa política tributária. Quando? Onde? Tenho procurado indícios dessa tal reforma alegada. Nada, leitor. Estou errado?

Os defensores do Governo podem até alegar que nossa carga tributária não é tão alta, em comparação à de outros países no mundo. Tornou-se bastante conveniente para os nossos “representantes” apontarem o exemplo da Suécia, como detentora de uma carga tributária mais elevada do que a nossa. Apenas destaco um detalhe em relação a isso: a carga sueca é, de fato, mais alta do que a brasileira. A única diferença é que lá, a população obtém um retorno.

Temos de nos manter alertas às reais circunstâncias, leitor. A matemática da compreensão dos fatos não é tão complexa assim. Com impostos sob constante elevação, contamos com menos renda pessoal disponível. Consequentemente, nosso poder de consumo enfraquece e, por fim, nossas empresas acabam comprometidas. Simples assim. Entende agora, leitor, por que faço questão de retomar este assunto aqui? Conscientização sobre as atuais circunstâncias, sem dúvida. E, claro, um alerta sobre futuras circunstâncias já em formação. Pense nisso.

Ruy Pedro de Moraes Nazarian

Presidente do Sindilojas-SP