COVID-19

Sindilojas-SP consegue 2 liminares inéditas

29 de julho de 2020

O Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo (Sindilojas-SP) ingressou com 3 ações coletivas contra os shoppings Interlagos, Morumbi Town e Butantã, visando obter a declaração de inexigibilidade total ou parcial do aluguel mínimo cobrado dos lojistas durante o período em que os empreendimentos ficaram fechados por força da pandemia da Covid-19.

Foram concedidas 2 liminares em favor do Sindilojas-SP, ou seja, decisões provisórias proferidas antes das respectivas sentenças de primeiro grau. No caso do Interlagos, o juiz reduziu parcialmente o locativo em 33% e no do Butantã,  proibiu que o shopping proteste os estabelecimentos inadimplentes ou gere qualquer apontamento desses valores referentes ao período de fechamento do comércio. Ambas decisões ainda são passíveis de recursos.

Quanto ao Morumbi Town, empreendimento da multinacional Gazit, o magistrado entendeu que, como o shopping suspendeu as cobranças e não há notícias de despejos promovidos contra os comerciantes, no momento não há urgência que justifique o deferimento da tutela antecipada.

Desde o início da quarentena, o Sindilojas-SP estabeleceu um movimento para auxiliar os lojistas da capital de São Paulo em relação às cobranças de locação “Criamos documentos de negociações do valor do aluguel e distribuímos aos nossos representados, apoiamos Projetos de Lei que visavam a redução do aluguel, fizemos transmissões ao vivo com especialistas que orientaram os empresários em tempo real e também ingressamos com essas ações. Tudo para ajudar o comércio a atravessar esse momento tão difícil”, explica Aldo N. Macri, diretor do Sindilojas-SP.

Como reduzir meu aluguel? Essa foi um dos principais dúvidas trazidas ao Sindilojas-SP, que atendeu os empresários por meio de orientações individuais, lives (duas), textos estilo “perguntas e respostas”, entre outras ações. É seu problema? Informe-se AQUI.

De acordo com o advogado Daniel Cerveira, do escritório Cerveira, Bloch, Goettems, Hansen & Longo Advogados Associados, que patrocina a causa “o período a ser revisado é somente o lapso de tempo em que os shoppings centers ficaram fechados ao público para atender o que chamamos de direito individual homogêneo, requisito autorizador da ação coletiva”. Francisco Bloch, advogado do mesmo escritório parceiro do sindicato, complementa, explicando que “os 3 empreendimentos foram escolhidos porque ofereceram condições inviáveis aos lojistas, diferentemente de outros shopping centers, ou retiraram os descontos daqueles inquilinos que não conseguiram pagar as verbas cobradas nas datas dos vencimentos. Como a inadimplência está muita alta, a intenção com as demandas é também resguardar os comerciantes que ficaram em débito”.

Sobre o Sindilojas-SP

O Sindilojas-SP (Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo) é uma entidade sindical que representa 30 mil empresas do comércio lojista e 100 mil empresários da cidade de São Paulo, estabelecidos em Shopping Centers e lojas de rua.

Mais informações sobre como ser um associado Sindilojas-SP: (11) 2858-8400 ou pelo e-mail: faleconosco@sindilojas-sp.org.br


Sabia que o Sindilojas-SP possui diversas outras ações coletivas em benefício do comércio?
Clique na imagem abaixo e descubra como sua empresa pode se beneficiar. 

×

Olá!

Clique em nosso representante abaixo para conversar pelo WhatsApp ou envie um email para faleconosco@sindilojas-sp.org.br

× Como posso te ajudar?