Gestão Empresarial

As cinco questões que dirão se você está mesmo pronto para um negócio próprio

20 de setembro de 2017

*Por Semadar Marques

Você está insatisfeito com sua carreira e já não vê motivos para seguir no local em que trabalha. Aí bate aquela vontade enorme de ser livre para fazer o próprio horário, ganhar mais dinheiro e apostar em algo que realmente goste.

Mas você será que você está mesmo preparado?

Empreender é sair do campo das ideias e enxergar algo inovador onde ainda ninguém percebeu, partindo para a ação, impulsionando mudanças e trazendo algo diferente e arrojado ao mercado. Por isso, antes de apostar em uma carreira solo é super importante questionar se está pronto para encarar esse jogo e se possui os comportamentos  que serão decisivos na hora de ter sucesso com um negócio próprio. Tenha em mente que você vai se desafiar o tempo todo e também precisar de muita persistência para encarar os riscos financeiros e psicológicos. Eles podem lhe mostrar aspectos de sua personalidade que talvez você nem conhecesse.

Pergunte honestamente a si mesmo:

O que te move a empreender? Analisar esta questão irá levantar alguns pontos específicos que vão desvendar se sua motivação é simplesmente pelo desejo de inovar ou apenas ter uma vida menos exigente e exaustiva. Neste caso, lembre-se que um negócio próprio requer muito fôlego e trabalho e não combina em nada com uma vida tranquila, principalmente nos primeiros anos.

Como lida com frustrações e incertezas? Ter um empreendimento significa correr riscos calculados, sempre planejados, mas que irão conduzi-lo a algo novo que pode ou não dar certo. Estar preparada para lidar com dúvidas e mesmo com os fracassos que serão inevitáveis ao longo do percurso é crucial. Se você não suporta muito bem enfrentar o desconhecido ou não se permite falhar e fica furiosa quando acontece, talvez seja interessante trabalhar um pouco mais estas questões em si antes de iniciar. Saber tirar a melhor lição dos erros será crítico para que seu negócio vá pra frente.

Como anda sua organização pessoal?  Não adianta investir em um bom plano de negócios se não souber segui-los de maneira organizada. Isso é básico para que os objetivos estabelecidos possam ser alcançados a médio e longo prazo e seu empreendimento cresça. Mas lembre-se: também não vale perder oportunidades pelo preciosismo de ficar preso ao planejamento. Para acompanhar a rapidez das mudanças é preciso flexibilidade e visão do mercado onde irá atuar.

E a organização de suas contas? Não ter um salário fixo entrando na conta todo o mês é um dos maiores desafios com quem decide ser seu próprio patrão. Neste contexto de oscilação, saber cuidar das finanças, manter uma boa reserva de capital e aprender a investir é fundamental. Mas se você não consegue nem pagar as próprias contas em dia, talvez seja preciso repensar sua organização financeira, para que a falta dela não impacte negativamente na rotina de sua empresa.

Pense na motivação –  Você optou por um nicho ao decidir empreender, então saiba que vai precisar aprender frequentemente sobre o tema e oferecer o que há de melhor ao seu público. Se rola aquela preguiça em aprender e manter-se atualizado, talvez seja melhor escolher outro nicho que o inspire a ir atrás de novidades sobre o assunto.

A gente sabe que nem tudo é um mar de rosas quando o assunto é empreender e você vai precisar estar preparado para encarar um cenário que depende de uma combinação de fatores para dar certo. Mas a boa notícia é: se você adora desafios, está disposto a aprender e tem uma ideia em que acredita de verdade, todo o esforço valerá a pena.

*Semadar Marques é especialista em Empatia, Liderança Colaborativa, Propósito de Vida e Inteligência Emocional.